Partilhamos material genético com os nossos amigos?

Apesar de não estarmos biologicamente relacionados, os amigos são quase como primos em quarto grau, e a verdade é que partilhamos com eles cerca de 1% dos genes.

Segundo um estudo publicado pela Universidade da Califórnia e Yale na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, descobriu-se que partilhamos uma certa quantidade de material genético com os nossos amigos, em oposição com estranhos.
Para o estudo, foi feita uma ampla análise do genoma em 1.932 voluntários, comparando o seu material genético com amigos e desconhecidos.
Apesar de 1% parecer muito pouco, é significativo para os geneticistas. James Fowler, co-autor do estudo e professor de genética no UC San Diego, afirma que «a maioria das pessoas nem sequer conhece os seus primos em quarto grau, mas de alguma forma conseguem seleccionar os seus amigos por identificarem-se mais com eles».

O trabalho ainda revelou que os genes responsáveis pelo olfacto são partilhados entre amigos, mas não os que conferem imunidade. A equipa ainda elaborou um «ranking de amizade», que diz poder prever quem se irá tornar nosso amigo através dos seus genes.
Um dos resultados mais notáveis deste estudo é que os genes partilhados parecem estar a evoluir mais rapidamente que outros.

 

 

Veja o que diz O Evangelho Segundo o Espiritismo sobre:

Os Laços de Família são Fortalecidos pela Reencarnação e Rompidos pela Unicidade da Existência.

 

 

Partilhar!