Integração de novos trabalhadores

Integração de trabalhadores na Associação Espírita Luz e Paz

O Novo Trabalhador precisa de:

“Amar o próximo como a si mesmo”
Mandamento maior revelado no Evangelho segundo o Espiritismo (S. Mateus, 22:34 a 40)

  1. Preencher ficha de inscrição.
  2. Ter vontade forte, gosto por aprender, ajudar e evoluir.
  3. Assistir às palestras apresentadas na nossa casa, o tempo necessário, até se sentir mais equilibrado e capaz de prestar ajuda.
  4. Conhecer os principais Conceitos que fundamentam a Doutrina Espírita tais como:
  • O que é o Espiritismo?
  • O que são os Espíritos?
  • O que é a Reencarnação?
  • O que é a Desencarnação?
  • O que é a Mediunidade?
  • Tipos de Mediunidade
  • Água Fluidificada, Passes e Fluidoterapia
  • Conceito de Renovação Interior
  • Ajuda ao Próximo
  • Conhecer as Principais obras da codificação Espírita
  • “O Pentateuco Espírita”

Baixe o texto desta página para o seu computador, em formato PDF

Clique com o botão direito do rato e selecione a opção "Guardar ligação como".

Segundo orientações específicas dadas pelo Sr. Valente o Trabalhador poderá:

  • Ter encaminhamento para os diferentes tipos de trabalho de acordo com as capacidades mediúnicas e pessoais.

As diferentes áreas onde se pode colaborar com todo o amor e caridade são:

  • ✓ Inscrições e recepção das pessoas nos dias de trabalhos
  • ✓ Preparação de trabalhos para a divulgação
  • ✓ Leitura e apresentação de Livros
  • ✓ Gestão e organização da Biblioteca
  • ✓ Recolha e transporte de bens para o banco alimentar
  • ✓ Transporte e distribuição das águas
  • ✓ Apoio nas Mesas de Trabalho
  • ✓ Apoio na Sala de Tratamentos
  • ✓ Serviço de passes
  • ✓ Evangelização Infanto-Juvenil
  • ✓ Participar no Grupo de Estudo
  • ✓ Participar no Grupo Coral
  • ✓ Participar no Grupo de Divulgação
  • Fazer a abertura dos trabalhos nas mesas, saindo depois para assistir às palestras.
  • Permanecer nas mesas após a abertura, só depois de receber indicação para tal.
  • Fazer rotatividade cíclica para renovação de conhecimentos e melhoria contínua, assistindo às palestras ou modificando o tipo de serviço prestado.

Nota: Toda a iniciativa para ajudar e evoluir é bem-vinda e desejável! No entanto as mudanças de sala e início de novas actividades devem ser sempre orientadas pelo Sr. Valente ou por equipa a quem ele delegue essas funções e não por iniciativa própria sem aconselhamento prévio, para que a ajuda prestada, a todos os que nos procuram, possa ser sempre a melhor e nas melhores condições.

*Conceitos que todos devemos conhecer…

* Os conceitos que a seguir se apresentam foram retirados dos livros e fontes a seguir enumeradas:

O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, A Génese, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno, todos de Allan Kardec, Site das Federações Espiritas Portuguesa e Brasileira.

O que é o Espiritismo?

É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e a Gênese.“O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como das suas relações com o mundo corporal.”( Allan Kardec - O que é o Espiritismo –Preâmbulo) “O Espiritismo é O Consolador” prometido que dá conhecimento das coisas, fazendo com que o homem saiba de donde vem, para onde vai e por que está na Terra; orientando para os verdadeiros princípios da lei de Deus e consolando pela fé e pela esperança.” Allan Kardec (O Evangelho segundo o Espiritismo – cap. VI – 4).

O que são os Espíritos?

Os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Constituem o mundo dos Espíritos, que preexiste e sobrevive a tudo. Os Espíritos são criados simples e ignorantes. Evoluem, intelectual e moralmente, passando de uma ordem inferior para outra mais elevada, até a perfeição, onde gozam de inalterável felicidade. Os Espíritos preservam a sua individualidade, antes, durante e depois de cada encarnação. Quando encarnado, designamos o Espírito por Alma, ao Espírito liberto do corpo, chama-mos apenas Espírito.

O que é a Reencarnação?

Reencarnação é o ato de voltar à carne, readquirir novamente um corpo. Os Espíritos reencarnam tantas vezes quantas forem necessárias ao seu aprimoramento. O objetivo da reencarnação é a evolução. Essa evolução e depuração é necessariamente vivida como ser encarnado.

O que é a Desencarnação?

O ato de deixar a carne ou o corpo que nos serviu durante mais um estágio ou vida na terra é designado por desencarnação. A morte ou desencarne não deve atemorizar os justos pois a fé, esperança e caridade praticadas dão-lhes certezas no mundo espiritual ou mundo para além da morte.

O que é mediunidade?

A mediunidade, é uma faculdade que permite a comunicação dos Espíritos com os homens e que muitas pessoas já trazem consigo ao nascer, independentemente da sua religião e ou doutrina. “Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse facto, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. (...) Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. (Allan Kardec, O Livro dos Médiuns, capítulo XIV).

A prática mediúnica espírita é aquela que é exercida com base nos princípios da Doutrina Espírita e dentro da moral cristã. Portanto, em hipótese alguma o médium poderá cobrar, exigir ou aceitar qualquer forma de recompensa material por estas atividades…

“Dai de graça o que de graça recebestes”.
O Evangelho Segundo o Espiritismo ALLAN KARDEC – Cap. 26 –

Tipo de mediunidade/médiuns

Os principais tipos de mediunidade são:

  • mediunidade de efeitos físicos: os facultativos e os involuntários ou naturais.
  • médiuns sensitivos ou impressionáveis
  • médiuns audientes ou clariaudientes
  • médiuns videntes ou clarividentes
  • médiuns psicofónicos
  • médiuns de cura
  • médiuns intuitivos
  • médiuns semi-mecânicos
  • médiuns inspirados

Água Fluidificada, Passes e Fluidoterapia

Água Fluidificada

É água magnetizada por fluidos. A água fluidificada é a água normal, acrescida de fluidos curadores. Em termos de Espiritismo, entende-se por água fluidificada aquela em que são adicionados à água fluidos medicamentosos, preparados pelos Espiritos por intermedio dos médiuns com capacidades nessa área.

Passe

Consiste em movimentos realizados com as mãos, feitos pelos médiuns passistas, nos indivíduos com desequilíbrios psicossomáticos ou apenas necessitados de uma ação fluídica benéfica. Os passes espíritas são uma conjunção de fluídos do médium com a assistência, invocada e sabida, dos protetores espirituais. Deve ser um tratamento complementar de ajuda sendo que o objetivo primordial do Espiritismo é o progresso intelecto-moral da humanidade e não o simples e momentâneo alívio dos seus males.

Fluidoterapia

É o tratamento feito com fluidos, ou seja, através dos passes e da água fluidificada. As mãos servem como instrumento para a transmissão do magnetismo humano que conjugado com as energias distribuídas pelos Espíritos Benfeitores criam as condições para dar a ajuda necessária. O nosso pensamento deve estar concentrado no “bem” e nos bons fluídos, pois, o desejo de curar e doar amor deve ser uma constate. O sucesso do tratamento representa a soma de muitos factores, inclusive do mérito do doente.

Conceito de Renovação Interior

A Renovação Interior é passo indispensável para quem deseja tornar- se um verdadeiro espirita, toda a doutrina tem por finalidade a interiorização e a práctica deste conceito….

Chico Xavier diz-nos: O aprendiz da experiência terrena que quiser e puder aplicar-se, pelo menos, a alguns dos vinte exercícios aqui propostos para a reforma interior, certamente receberá do Divino Mestre, em plena escola da vida, as mais distintas notas no curso da Caridade…

✓ 20 Exercícios para a reforma interior

  1. Executar alegremente as próprias obrigações.
  2. Silenciar diante da ofensa.
  3. Esquecer o favor prestado.
  4. Exonerar os amigos de qualquer gentileza para connosco.
  5. Emudecer a nossa agressividade.
  6. Não condenar as opiniões que divergem da nossa.
  7. Abolir qualquer pergunta maliciosa ou desnecessária.
  8. Repetir informações e ensinamentos sem qualquer azedume.
  9. Treinar a paciência constante.
  10. Ouvir fraternalmente as mágoas dos companheiros sem falar das nossas dores
  11. Buscar sem afectação o meio de ser mais útil.
  12. Desculpar sem desculpar-se.
  13. Não dizer mal de ninguém.
  14. Buscar a melhor parte das pessoas que nos comungam a experiência.
  15. Alegrar-se com a alegria dos outros.
  16. Não aborrecer quem trabalha.
  17. Ajudar espontaneamente.
  18. Respeitar o serviço alheio.
  19. Reduzir os problemas particulares.
  20. Servir de boa mente quando a enfermidade nos fira.

Psicografia de Chico Xavier pelo Espírito Scheilla:

Ajuda ao Próximo

Indicações do Espirito Emmanuel psicografia de Chico Xavier...(do Livro Rumo Certo. Lição nº 09)

O próximo, em cada minuto, é aquele coração que se acha mais próximo do nosso, por divina sugestão de amor no caminho da vida.

No lar, é a esposa e o esposo, os pais e os filhos, os parentes e os hóspedes.

No templo do trabalho comum, é o chefe e o subordinado, o cooperador e o companheiro.

Na via pública, é o irmão ou o amigo anônimo que nos partilham a mesma estrada e o mesmo clima.

Na esfera social, é a criança e o doente, o desesperado e o triste, as afeições e os laços da solidariedade comum.

Na luta contundente do esforço humano, é o adversário e o colaborador, o inimigo declarado e oculto ou, ainda, o associado de ideais que nos surgem por instrutores.

Em toda parte, encontrarás o próximo, buscando-te a capacidade de entender e ajudar.

Auxilia aos outros com aquilo que possuas de melhor.

Os santos e os heróis ainda não residem na Terra. Somos espíritos humanos, mistos de luz e sombra, amor e egoísmo, inteligência e ignorância. Cada homem, na fase evolutiva em que nos encontramos, traz uma auréola incompleta de rei e uma espada de tirano. Se chamas o fidalgo, encontrarás um servidor. Se procuras o guerreiro, terás um inimigo feroz pela frente. Por isso mesmo, reafirmou Jesus o antigo ensinamento da Lei:

“ama ao próximo, como a ti mesmo”.

É que o espírito, quando ama verdadeiramente, encontra mil meios de auxiliar, a cada instante e o próximo, na essência, é o degrau que nos aparece diante do coração, por abençoado caminho de acesso à Vida Celestial…

Outros conceitos necessários…

  • O que nos revela o Espiritismo sobre Jesus?

Jesus é o guia e modelo para toda a Humanidade. É o governador e orientador do nosso planeta segundo nos é revelado pelo espiritismo. A Doutrina que ensinou e exemplificou é a expressão mais pura da Lei de Deus. A moral de Cristo, contida no Evangelho, é o roteiro para a evolução segura de todos os homens, e a sua prática é a solução para todos os problemas humanos e o objetivo a ser atingido pela Humanidade.

  • Onde vivem e o que fazem os Espíritos desencarnados?

Além do mundo corporal, habitação dos Espíritos encarnados, que são os homens, existe o mundo espiritual, habitação dos Espíritos desencarnados, lugar onde estudam, trabalham e desenvolvem as mais diversas atividades.

  • O Espiritismo tem entre seus princípios a crença em Deus?

Sim. O Espiritismo explica que Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. É eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom. O Universo é criação de Deus. Abrange todos os seres racionais e irracionais, animados e inanimados, materiais e imateriais. Todas as leis da Natureza são leis divinas, pois Deus é o seu autor.

  • O Espiritismo tem, entre seus princípios, a existência de vida em outros mundos?

Sim. A Doutrina Espírita esclarece que no Universo há outros mundos habitados, com seres de diferentes graus de evolução: iguais, mais evoluídos e menos evoluídos que os homens.

  • Os Espíritos sabem tudo sobre todas as coisas?

Os Espíritos são as almas dos homens que já perderam o corpo físico. A exemplo do que observamos na Humanidade encarnada, o conhecimento que eles detêm é correspondente ao seu grau de adiantamento moral e intelectual. A morte é uma passagem para a vida espiritual e não dá valores morais ou de inteligência a quem não os tem.

  • Os Espíritos podem reencarnar em corpos de animais?

Não. Os Espíritos evoluem sempre. Nas suas múltiplas existências corpóreas podem estacionar, mas nunca regridem. A rapidez do seu progresso intelectual e moral depende dos esforços que façam para chegar à perfeição.

  • Todos os Espíritos são iguais?

Não. Os Espíritos pertencem a diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que tenham alcançado: Espíritos Puros, que atingiram a perfeição máxima; Bons Espíritos, nos quais o desejo do bem é o que predomina; Espíritos Imperfeitos, caracterizados pela ignorância, pelo desejo do mal e pelas paixões inferiores.

  • Somente pelo Espiritismo se pode ter contato com os Espíritos?

Não. As relações dos Espíritos com os homens são constantes e sempre existiram. Os bons Espíritos atraem-nos para o bem, sustentam-nos nas provas da vida e ajudam-nos a suportá-las com coragem e resignação. Os mais imperfeitos não nos ajudam e podem induzir-nos em erro.

  • O que é a “lei de causa e efeito”?

É uma lei criada por Deus e que revela que o homem tem livre-arbítrio isto é tem escolha, para agir, mas responde pelas consequências das suas ações. O que fazemos de mal e de bem retornará para nós nesta mesma vida ou em existência posterior. A vida futura reserva aos homens penas e gozos compatíveis com o procedimento de respeito ou não à Lei de Deus.

  • O que é a prece, de acordo com o Espiritismo?

A prece é um ato de adoração a Deus. Está na lei natural e é o resultado de um sentimento inato no homem, assim como é inata a idéia da existência do Criador. A prece torna melhor o homem. Aquele que ora com fervor e confiança torna-se mais forte e Deus envia-lhe bons Espíritos para assisti- lo. Este socorro jamais é recusado, quando pedido com sinceridade, pois Deus nunda nos abandona.

  • O Espiritismo revela algo de novo?

Sim. O Espiritismo revela conceitos novos e mais aprofundados a respeito de Deus, do Universo, dos Homens, dos Espíritos e das Leis que regem a vida. Revela, ainda, o que somos, de onde viemos, para onde vamos, qual o objetivo da nossa existência e qual a razão da dor e do sofrimento.

  • Como é que o Espiritismo se relaciona com as outras religiões?

O Espiritismo respeita todas as religiões e doutrinas, valoriza todos os esforços para a prática do bem e trabalha pela confraternização e pela paz entre todos os povos e entre todos os homens, independentemente de sua raça, cor, nacionalidade, crença, nível cultural ou social. Reconhece que “o verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei da justiça, de amor e da caridade, na sua maior pureza”.

PENTATEUCO ESPÍRITA

São as Obras Básicas da Doutrina Espírita, codificadas por Allan Kardec após ter recolhido as psicografias dos Espiritos Superiores transmitidas por vários mediuns.

Quem deseja descobrir o Espiritismo, saber do que se trata e ter fundamentos para entender e discutir esta doutrina, pode começar por ler:

  1. O LIVRO DOS ESPÍRITOS (publicado em 18 de abril de 1857)
  2. O LIVRO DOS MÉDIUNS (publicado em janeiro de 1861)
  3. O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO (publicado em abril de 1864)
  4. O CÉU E O INFERNO (publicado em agosto de 1865)
  5. A GÊNESE, OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES SEGUNDO O ESPIRITISMO (publicado em janeiro de 1868)
  6. OBRAS PÓSTUMAS (publicado em 1890)

VEJA AQUI MAIS LIVROS ESPÍRITAS QUE PODERÁ LER

Oração para os MÉDIUNS

(Evangelho segundo o Espiritismo-preces Gerais)

A oração é o melhor meio de comunicação com o mundo espiritual. Essa comunicação é a melhor forma de estabelecer ligações e receber a ajuda transmitida pelos nossos Espiritos Superiores, que não querendo utilizar fórmulas, nos dão belos exemplos de prece, como esta, que a seguir transcrevemos.

Que a oração seguinte a todos nos toque o coração, ilumine e dê força no caminho…

Prece – Deus Todo-Poderoso, permiti que os Bons Espíritos me assistam na comunicação que solicito. Preservai-me da presunção de me julgar ao abrigo dos maus Espíritos; do orgulho que poderia me enganar sobre o valor do que obtenha; de todo sentimento contrário à caridade para com os outros médiuns. Se for induzido ao erro, inspirai a alguém idéia de me advertir, e a mim, a humildade que me fará aceitar a critica com reconhecimento, e aceitar para mim, e não para os outros, os conselhos que os Bons Espíritos queiram dar-me.

Se me sentir tentado a enganar, seja no que for, ou a me envaidecer da faculdade que vos aprouve conceder-me, peço-vos que a retireis de mim, antes que permitir seja ela desviada de sua finalidade providencial, que é o bem de todos e o meu próprio adiantamento moral.

LUZ e PAZ

nesta nova jornada!